Cuiabá (MT), 24 de outubro de 2017 - 04:39

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
572x90
Banner gov mt em acao 468x60  2

Várzea Grande

01/08/2017 08:54

Várzea Grande intensifica ações de prevenção e controle das hepatites virais

Letícia Kathucia

Prefeitura de Várzea Grande

A Secretaria Municipal Saúde de Várzea Grande vem intensificando as ações de combate e prevenção às Hepatites Virais em todo o município. Na última sexta-feira, 28, foram executadas ações alusivas ao Dia Mundial de Combate e Prevenção às Hepatites Virais. A mobilização  continua sendo realizada pelo Serviço de Assistência Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE-CTA). Julho foi adotado pelo Ministério da Saúde e pelo Comitê Estadual de Hepatites Virais como o mês de luta e prevenção das hepatites virais. Isso não significa que a prevenção à doença deva ser menor nos demais meses do ano, muito pelo contrário, a cada dia deve-se aumentar a atenção porque as hepatites virais são as principais causas de câncer no fígado.

Segundo dados do SAE-CTA de Várzea Grande, atualmente 229 pessoas passam por tratamento na unidade, desses 15 foram detectados somente esse ano, um aumento de cerca de 40% se comparado ao ano passado que apontavam 11 novos registros no mesmo período. 

 

Ações como teste rápido e vacinação foram realizadas no dia D, em pontos estratégicos da cidade, na região do Km Zero, local de grande concentração dos profissionais do sexo, no lixão de Várzea Grande, próximo ao Capão Grande e no Bairro Cidade de Deus,  durante a realização do mutirão social 'Prati-Cidade'.

 

Durante o evento, foi ofertado o teste rápido para o diagnóstico da Hepatite B e C, e vacinação contra a doença. Além disso, os profissionais também promoveram abordagens educativas com a população e realizaram distribuição orientada de preservativos masculinos e femininos. Durante todo o mês, todas as unidades públicas de saúde intensificaram a divulgação de informações e ações de combate às hepatites, e os testes podem ser feitos em qualquer uma das unidades de saúde.

 

A Hepatite é uma doença silenciosa que nem sempre apresenta sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjôo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. É uma inflamação no fígado e tem cura, principalmente se detectada a tempo, por isso a importância do diagnóstico precoce para que seja feito o tratamento.

 

O gerente do SAE-CTA, João Paulo Alcântara, ressalta que as hepatites são doenças silenciosas, podendo não apresentar sintomas significativos por um longo período. Segundo ele, a transmissão desse vírus chega a ser 200 vezes maior do que a do HIV. As hepatites B e C são transmitidas por via sexual e sanguínea, por meio da prática sexual sem proteção, no momento do parto, e pelo compartilhamento de seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos.

“Muitas pessoas convivem com essas doenças e não sabem. Elas podem evoluir para cirrose hepática, câncer no fígado e, até mesmo, óbito. Por isso a importância do diagnóstico precoce. Trabalhamos com objetivo de conscientizar a população quanto à prevenção. É de fundamental importância a utilização do preservativo nas relações sexuais e, também, o uso individual de materiais perfurocortantes”, explica. 

 

Na última semana de julho, servidores da saúde da Atenção Básica, Secundária e Terciária participaram de uma palestra realizada no auditório do SAE-CTA, sobre hepatites, manuseio, diagnósticos e procedimentos.

“As hepatites virais são doenças de notificação compulsória, ou seja, cada ocorrência deve ser notificada por um profissional de saúde. Esse registro é importante para mapear os casos de hepatites em Várzea Grande e ajuda a traçar diretrizes de políticas públicas no setor.  Sendo assim, ao identificar as hepatites virais como importante questão de saúde pública que exige mobilização, capacitação e constante troca de informações entre os gestores, profissionais de saúde e sociedade, o SAE/CTA, busca constantemente alternativas para esse enfrentamento no esforço conjunto de todos os atores envolvidos, elementos vitais nesse processo. Por isso o interesse em fortalecer a prevenção desta doença , assim como a promoção da saúde, e para isso devemos atingir a população mais específica e vulnerável, e envolver  todos  os profissionais de saúde que trabalham na Rede SUS de Várzea Grande.”, finaliza  João Paulo Alcântara.


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1170x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo