Cuiabá (MT), 24 de agosto de 2017 - 06:01

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
Governomt trabalho infantil 468x60  1
Banner gov mt em acao 468x60  1

Política

03/08/2017 11:37

Sete deputados de MT votam para 'salvar' Temer de denúncia de corrupção

Karine Miranda, repórter do GD

 Sete dos oito deputados federais da bancada de Mato Grosso na Câmara dos Deputados votaram a favor do parecer que recomenda a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), acusado pelo crime de corrupção passiva no âmbito da Operação Lava Jato.

A sessão acontece nesta segunda-feira (2) e deputados votam o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que recomenda a rejeição da denúncia oferecida pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot.

Temer é acusado de ter usado o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para receber vantagens indevidas do empresário Joesley Batista, dono da JBS. O áudio da conversa gravada pelo empresário com o presidente é uma das provas usadas pela procuradoria.

Foram a favor do arquivamento da denúncia os deputados Adilton Sachetti (PSB), Carlos Bezerra (PMDB), Ezequiel Fonseca (PP), Fabio Garcia (PSB), Nilson Leitão (PSDB), Victório Galli (PSC) e Rogério Silva, em substituição ao deputado Valtenir Pereira que está licenciado.

Apenas o deputado Ságuas Moraes (PT) votou pela admissibilidade da denúncia a fim de que haja o prosseguimento da acusação no Supremo Tribunal Federal (STF) e que sejam autorizadas as investigações contra o presidente. Caso a denúncia fosse aceita, Temer seria imediatamente afastamento do Palácio do Planalto pelo prazo de 180 dias.

Ao todo, são necessários 342 votos contra o parecer de rejeição para afastar Temer e 172 votos a favor do parecer ou pela abstenção, para o arquivamento.

Apoio anunciado

 O apoio ao presidente Temer já havia sido anunciado pela grande maioria dos deputados do Estado.

Na última semana, o deputado federal Carlos Bezerra chegou a afirmar que a denúncia contra Temer seria injusta e "comparável à de Jesus Cristo, que levou a sua crucificação".

Assim como ele, vários deputados alegaram que a denúncia apresentada pela procuradoria é inepta, visto que uma gravação não seria motivo para abrir uma investigação contra o presidente.

Já o deputado federal Victório Galli (PSC) afirmou, nesta semana, que as condições econômicas e políticas do país apontam que é mais aconselhável garantir a continuidade do mandato de Temer. Além do PSC, as bancadas de PP, PRB, PTB, PHS, PR, PSD, PROS e PV também declararam apoio ao presidente.


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1435x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo