Cuiabá (MT), 20 de setembro de 2017 - 15:35

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
572x90
Banner gov mt em acao 468x60  1

Pitacos

09/05/2017 14:10

Após uma semana, servidores dos Correios em MT encerram greve

VINICIUS MENDES
DA REDAÇÃO

 

O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Mato Grosso (Sintect-MT) decidiu seguir o movimento nacional e encerrar a greve no Estado. Os serviços já funcionam normalmente desde a manhã desta terça-feira (09).

A greve havia iniciado no dia 26 de abril.

Segundo o presidente do Sintect-MT, Edmar Leite, nenhuma das reivindicações foram atendidas pelos Correios.

Entretanto, como sindicatos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília aceitaram as propostas dos empresários, a categoria em Mato Grosso decidiu encerrar a paralisação.

“Estes grandes sindicatos aceitaram as propostas, fizeram um conchavo com a direção da empresa e com o governo. Sendo assim, não tinha condições de continuarmos com a greve aqui, tendo em vista que nós somos um sindicato pequeno. Não conseguiríamos pressionar a empresa. Então, mesmo rejeitando a proposta, nós tivemos que retornar ao trabalho”, explicou o presidente.

A alegação do Sindicato de São Paulo, por exemplo, foi de que o encerramento da paralisação teria o intuito de iniciar a discussão sobre o reajuste de salário em agosto.

Para Edmar Leite, a decisão de encerrar a greve só enfraquece as condições de negociação da categoria.

“A greve estava muito forte, como há anos não acontecia, e quando chegar em agosto agora, se a reforma trabalhista estiver concluída e aprovada no Senado, vamos estar em condições muito piores para negociar qualquer coisa”, avaliou.

“O que a gente buscava era evitar as demissões, evitar o fechamento de agências, a realização de concurso público para poder resgatar a qualidade do serviço à população, a não privatização da empresa e também a questão do plano de saúde. Mas as propostas apresentadas eram piores do que antes do início da greve”, afirmou.

Quanto à situação das condições de trabalho na Central dos Correios em Várzea Grande, onde um funcionário contraiu a "doença do pombo" e morreu no dia 28 de março, Edmar disse que as adequações estão sendo feitas com atraso, mas isso não impediu o retorno.

“Lá o problema foi resolvido em partes. Estão havendo alguns atrasos, mas nós estamos em cima para que seja resolvido logo. Mesmo assim os trabalhadores já estão trabalhando normalmente desde hoje”, disse Edmar.

As propostas

A diretoria dos Correios apresentou cinco propostas aos sindicatos em todo o país.

A primeira foi sobre a reabertura do plano de demissão incentivada, que iria contra as propostas da categoria, que pretende evitar a demissão de 25 mil funcionários e busca a realização de concurso público para aumentar o número de funcionários para melhorar a qualidade o serviço.

Outra proposta foi sobre a suspensão das férias, que foi rejeitada e agora a diretoria da empresa irá estudar a situação e discutir com o sindicato alguma solução.

Também apresentaram uma proposta tratando da distribuição domiciliar alternada, em que o carteiro faria o serviço de dois ou três carteiros, entregando em dias alternados nos bairros, o que acabaria com o recebimento de correspondência nos cinco dias da semana.

Houve uma proposta tratando sobre o desconto e compensação dos dias que os trabalhadores estiveram em greve.

Também foi oferecida a negociação do novo plano de saúde, que pretende impor uma taxa nova aos trabalhadores.

 


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1170x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo