Cuiabá (MT), 30 de maio de 2017 - 08:26

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
Banner gov mt em acao 468x60
Banner governo aftosa 468x60
Banner governo abuso infantil 468x60
Banner governo aftosa 468x60  1
Pref cuiaba maio amarelo 468x60
Governo aniversario mt 468x60

Pitacos

05/05/2017 15:22

Pai chama taxista de “anjo” após resgate de universitária no Portão do Inferno a dois dias do aniversário da filha

Erasmo Marciano Oliveira, pai da estudante de Arquitetura, Kedma Oliveira, que tentou se jogar do Portão do Inferno, em Chapada dos Guimarães (64 km de Cuiabá), agradeceu o ato heroico do taxista Rodrigo Claro, a quem chamou de “anjo”, que salvou a vida da universitária, na última quinta-feira (04), após ela tentar pular no despenhadeiro. No próximo sábado, a família prepara uma festa para a filha da jovem, que completará um ano.
 
“Estamos aqui cuidando dela. Está bem, não precisou ir para o hospital. Vamos levar ela para um psicólogo para entender o que está acontecendo. Amanhã é aniversário da minha neta, de um ano, que ela queria participar. Então vamos fazer e ter este momento em família. O caso já foi fechado na polícia. Agora é recuperar”, disse o pai da jovem ao Olhar Direto.
 
Erasmo também conversou, por telefone, com o taxista que salvou a filha: “Eu falei com ele por telefone. Está querendo vir aqui dar um abraço nela. Não temos nem palavra para poder agradecer. É um anjo”, comentou o pai.
 
Rodrigo, alheio aos acontecimentos em rede social (já que excluiu sua página no Facebook) e desconhecendo a mobilização na cidade na tentativa de localizar a jovem por parte de parentes e amigos, ele somente soube detalhes do que acontecia na noite de hoje, 4, após chegar à casa de sua mãe. "Eu fiquei muito emocionado ao saber", resume ao Olhar Direto.
 
Casado, pai de duas crianças, ele conta que jamais poderia imaginar que o contrato de serviço para a cidade de Chapada dos Guimarães, terminasse com uma ação de tamanha grandiosidade.
 
"Eu estava abastecendo no posto, na Estrada do Moinho, quando encostou um carro. De lá, o motorista me acenou e perguntou se eu estava livre. A moça veio depois e perguntou quanto era a corrida até Chapada. Falei que era R$ 300. Ela perguntou se eu faria por menos. Pensei: faço por R$ 250 e seguimos viagem", relatou. Ao Olhar Direto ele confirmou que a jovem estava acompanhada de um rapaz no posto,mas que após ela entrar no carro ele não foi mais visto.
 
No caminho, de poucas palavras, a garota chorou. Fato que chamou a atenção. "Mas eu segui o meu caminho. Meu trabalho é levar as pessoas onde pedem", disse.
 
Ao se aproximar das imediações do Portão do Inferno, um dos mais belos cartões postais do Parque Nacional de Chapada, a jovem pediu para que ele parasse. "Ela disse que tinha visto uns parentes ali. Eu ainda falei, assim: moça, o carro que estava ali já saiu. Ela me respondeu que não e desceu mesmo assim. Andei mais uns 150 metros, manobrei o carro e voltei lá. Fiquei pensando naquele lugar...Ela estava chorando... Quando vi já estava na plataforma olhando para baixo.  Segurei o cabelo e depois o braço, mas era pouquinho e arrebentou. Segurei o braço  e gritei pedindo ajuda".
 
Na sequência, diante do desespero da situação, ele recebeu ajuda de um desconhecido que parou o carro ao presenciar a situação. Atordoada, a estudante então aceitou sair daquele local e acompanhar o homem. “Ele disse que morava em Chapada e que iria ajudar. Eu deixei, mas segui ele até Chapada.  Na casa, ele colocou ela para deitar”.
 
O caso do desaparecimento da jovem ganhou repercussão depois da postagem de uma carta onde ela enfatizou sua tristeza decorrente de uma situação famiilar. Mãe de uma criança com menos de um ano ela chegou a relatar que sentia muito por não presenciar o aniversário da filha.
 
Na postagem, ela pede desculpa para os país e conversa diretamente com a sua mãe, lamentando não poder estar no aniversário da filha: “Mamãe, eu não queria fazer isso, mas tá doendo muito. Eu não sei lidar com isso. Tá doendo muito. Eu não entendo o que eu fiz de tão grave (...) Mamãe, tá doendo mais saber que não vou estar presente no primeiro aniversário da Yasmin. Aniversário que eu sonhei tanto em fazer. Só diga a minha filha todos os dias que eu amo ela, que ela não tem culpa de nada. Ela foi a melhor coisa que me aconteceu”.
 
“Mamãe, eu [estou] decepcionada comigo. Nunca imaginei poder fazer uma coisa dessas. Mas mãe, é mais forte que eu. (...) Sabe mamãe, o que me faz tomar essa decisão é que talvez eu veja novamente minha outra filha, a Alice. Nossa, só Deus sabe o quanto sinto a data dela. Ah queria tanto terminar minha faculdade, dar esse orgulho pra senhora e para o Papai. Me perdoe”, finalizou.
 
Com o sumiço, amigos e a polícia passaram a fazer buscas pela jovem que retornou sem ferimentos para casa no fim da tarde.

Olhar Direto.


Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo