Cuiabá (MT), 19 de outubro de 2017 - 05:28

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
572x90
Banner gov mt em acao 468x60  2

Mundo

10/08/2017 16:08

Casa Branca tenta amenizar ameaça belicosa de Trump à Coreia do Norte

Um dia após a belicosa ameaça do presidente americano, Donald Trump, contra a Coreia do Norte, dois de seus principais assessores, os secretários de Defesa e de Estado, tentaram nesta quarta-feira acalmar os americanos com declarações mais sóbrias. A imprensa dos EUA afirmou que Trump improvisou ao prometer que Pyongyang enfrentaria “fogo e fúria” e surpreendeu os próprios assessores.

Segundo o jornal Washington Post, citando fontes do governo, à medida que Pyongyang intensificou sua confrontação com Washington, nos últimos dias, Trump vem discutindo com seu chefe de gabinete, John Kelly, uma estratégia para escalar sua retórica e torná-la mais agressiva contra o líder norte-coreano, Kim Jong-un. Uma das fontes afirmou, no entanto, que a mensagem do presidente, apesar de não ter sido uma surpresa, foi “inesperada”.

Congressistas e especialistas reagiram com alarme e exasperação à declaração do presidente, vista por eles como “inflamatória” por pintar o quadro de um “possível conflito nuclear”. O presidente voltou a falar nesta quarta-feira e disse que o arsenal atômico americano está “mais poderoso do que nunca”. No início da noite, a Coreia do Norte reagiu e afirmou que as declarações de Trump são “uma absoluta bobagem”.

Em declarações contrárias à de Trump, o secretário de Estado, Rex Tillerson, afirmou que “o povo americano poderia dormir tranquilo à noite”, afastando o risco de um conflito. Ele deu a declaração na Ilha de Guam, local que a Coreia do Norte afirmou que poderia atacar com seus mísseis em resposta à ameaça de Trump.

“O que o presidente está fazendo é mandando uma mensagem forte para a Coreia do Norte em uma linguagem que Kim Jong-un possa entender, porque ele parece não compreender a linguagem diplomática”, declarou Tillerson.

O secretário de Defesa, Jim Mattis, por sua vez, seguiu numa linha parecida, mas manteve pressão sobre Pyongyang. Segundo ele, os EUA e seus aliados pelo mundo estão preparados para defender seus países de qualquer ataque. Ele pediu que Kim abandone qualquer ação que possa levar à destruição de seu povo.

“Enquanto nosso Departamento de Estado está fazendo todo o esforço para conter essa ameaça global pelos meios diplomáticos, é preciso deixar claro que aliados militares juntos agora possuem a mais precisa e robusta capacidade defensiva e ofensiva da Terra”, disse Mattis. “As ações do regime da Coreia do Norte continuarão a ser amplamente superadas pelas nossas e ele perderia qualquer corrida armamentista ou conflito que inicie.”

Pyongyang repetiu ontem a ameaça de um ataque a Guam. Segundo a agência estatal KCNA, os planos serão “concluídos” em meados de agosto. A partir disso, ainda segundo o governo, os militares ficarão em alerta aguardando apenas a ordem de Kim Jong-un.

Reação

Diante da última troca de ameaças entre Washington e Pyongyang, a China, principal aliada norte-coreana, pediu que se evitassem as palavras e os atos capazes de agravar ainda mais a tensão. A Alemanha também pediu moderação e a França saiu em defesa de Trump.

“A determinação do presidente americano, como se expressou esta noite (de terça-feira), é a determinação que todos os presidentes americanos tiveram, porque não podem aceitar que uma parte de seu território seja alvo de disparos de mísseis balísticos com capacidade nuclear”, afirmou Christophe Castaner, porta-voz do presidente Emmanuel Macron.

Em Bruxelas, a Comissão Europeia pediu ao governo da Coreia do Norte uma “desnuclearização” da Península Coreana sem qualquer ação militar. 


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1170x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo