Cuiabá (MT), 25 de setembro de 2017 - 11:22

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
Banner cuiaba humanizado 468x60  1
Banner gov mt em acao 468x60  1

Governo MT

01/09/2017 09:45

Parques Estaduais têm atuação de equipes integradas no combate a incêndios florestais

Augusto Pereira | CBMMT

O Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso está atuando em seis grandes incêndios florestais nesta semana. Na tarde desta quinta (31/08) o CBMMT tem registro dos incêndios na RPPN do Sesc Pantanal, na Área de Proteção Ambiental das Nascentes do Paraguai, no Parque Estadual Gruta da Lagoa Azul, em Nobres; Parque Estadual Ricardo Franco, em Vila Bela da Santíssima Trindade e Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, no município de Chapada.

As atenções do BEA estão voltadas para essas ocorrências em que estão sendo empregados 75 militares no combate. Os “florestais”, como são chamados, estão atuando em conjunto com as Brigadas Mistas e bases descentralizadas.

A Reserva do Patrimônio Particular Natural do Sesc Pantanal tem 107.996 hectares, o que faz dela a maior do Brasil. 13 militares do BEA e 20 brigadistas da área de proteção estão atuando no combate. As equipes estão munidas de três veículos Auto Rápido Florestal (ARF) e uma aeronave. Até ontem (30/08, último levantamento) a área estimada atingida pelo fogo alcançava total 1500 ha.

O perímetro total da Reserva atinge quase 300 km e faz limite com um trecho de 80 km da margem esquerda do rio Cuiabá, ao leste com um trecho de 30 Km do rio São Lourenço. Comunidades indígenas e pantaneiras tradicionais também estão na vizinhança da reserva. O incêndio teve início nesta segunda-feira (28/08), agora os bombeiros estão no combate nas frentes norte e sul, onde as chamas se concentram

Ainda ontem um chamado de incêndio florestal na Terra Indígena Tadarimana, do povo Bororo, foi atendido e finalizado, com a participação dos indígenas.

Na Área de Proteção Ambiental das Nascentes do Paraguai, entre Diamantino e Alto Paraguai, as chamas atingem uma área conhecida como Serra da Ararinha. O incêndio já dura sete dias e consome a morraria do vale do rio Pari, dentro da Unidade de Conservação. As aeronaves se deslocaram para Diamantino na tarde desta quinta-feira.

O CBMMT aguarda o relato de hoje dos combatentes que estão em atuação no Parque Estadual Serra Ricardo Franco e do Parque Estadual Gruta da lagoa Azul. A atualização das informações é feita no retorno de cada dia de combate.

As unidades de conservação já tiveram incêndios extintos no começo do mês e agora enfrentam novas ameaças. No PEGLA as chamas se iniciaram em área contínua ao primeiro incêndio, já no PESRF o fogo se iniciou na área plana, no limite com fazendas. O anterior havia se iniciado no alto de um platô.


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1170x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo