Cuiabá (MT), 19 de outubro de 2017 - 10:55

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
572x90
Banner gov mt em acao 468x60  2

Foto Destaque

14/07/2017 17:04

Governador assina projeto de lei que reestrutura carreira dos servidores do meio ambiente

O governador Pedro Taques assinou no final da tarde desta quinta-feira (13.07) o projeto de lei que reestrutura a carreira dos servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Apesar do momento de dificuldade financeira a qual o estado e o país enfrentam, a decisão visa corrigir uma distorção histórica e reconhecer o esforço dos profissionais do meio ambiente com a modernização da gestão ambiental e o desenvolvimento sustentável de Mato Grosso.

“Nosso vice-governador Carlos Fávaro veio para Sema no ano passado a partir de um pedido meu, porque naquele momento precisávamos de alguém que tivesse condições de dar continuidade ao projeto de modernização da secretaria. Os números são muito positivos e mostram que a instituição vem caminhando muito bem, e esse avanço só foi possível a partir do comprometimento de todos os servidores. Então, quando soube desta injustiça, convoquei os secretários de Fazenda, de Gestão e a PGE para encontrar uma forma de superá-la, afinal, todos que desempenham a mesma função devem receber os mesmos valores”.

Para o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, o andamento do projeto que deve entrar em votação já em 1º de agosto, no retorno do recesso parlamentar, vai ser prioritário, pois visa oferecer melhor estrutura de trabalho aos servidores do órgão ambiental que, na avaliação dele, têm desempenhado um excelente trabalho. “No início da gestão, em 2015, não havia setor que não reclamasse do trabalho da Sema, todos reclamavam da secretaria, agora a situação é outra, o atendimento está mais ágil, eficiente, a gente está acompanhando e gostando muito das mudanças que estão ocorrendo”.

Botelho também explicou que após encerrar Reajuste Geral Anual (RGA) para os anos de 2017 e 2018, estava previsto que o governador Pedro Taques tratasse pontualmente de alguns ajustes finos e distorções nas secretarias. A Sema foi a primeira pasta a contar com esta atenção. Ele ainda mandou um recado aos servidores. “Se por um lado nós fazemos a nossa parte, ao reconhecer o esforço e o empenho de vocês, por outro, é necessário que atendam bem quem paga o seu salário, que não é o governador, e sim o cidadão de Mato Grosso. Sejam educados, ágeis, façam o melhor possível para dar andamento aos processos”.

Emocionado com o depoimento de vários servidores que após 20, 30 anos de dedicação à gestão ambiental já não acreditavam mais nesta conquista, o secretário de Meio Ambiente e vice-governador, Carlos Fávaro, reforçou o empenho dos profissionais da secretaria às propostas de melhorias da gestão ambiental, entre elas, nos procedimentos e rotinas dos processos que foram trazidas pela consultoria Falconi, e que em poucos meses, reduziram em mais de 40% no tempo de resposta do licenciamento ambiental.

“Com mais esse passo, cumpro o compromisso que assumi com os servidores, quando aqui cheguei, em abril de 2016. Agradeço ao empenho do governador, e dos secretários de Fazenda Gustavo de Oliveira, de Gestão, Júlio Modesto, de Planejamento, Guilherme Muller e do procurador-geral do estado Rogério Gallo. Sem esse esforço conjunto, neste momento de crise, seria impossível corrigir essa distorção histórica de salários”.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Públicas do Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso (Sintema), Gilcélio Lima, disse que os profissionais vinham sofrendo há muitos anos com esta defasagem em relação às demais carreiras, mas que apenas a partir da gestão do governo Pedro Taques e do vice-governador Carlos Fávaro, que quando assumiu a Sema se comprometeu pessoalmente com o projeto, a situação caminhou. “Desde 2015 temos discutido junto com a equipe econômica do governo uma maneira de fazer essas correções, já entendendo a situação difícil financeira e o ônus que é para o governador”.

Motivado com a boa notícia, o servidor Arnaldo Dolireo, de 48 anos, advogado e analista ambiental que trabalha na Sema há 23 anos, afirmou que é extremamente positivo ser reconhecido pelo bom serviço prestado, algo que vem marcando a gestão. “Nós vestimos mesmo a camisa, queremos que a gestão ambiental avance e que Mato Grosso volte a estar na vanguarda da gestão ambiental no país, claro, sempre priorizando a prestação de bons serviços prestados à população”.

A servidora Gabriela Priante, que tem mais de 20 anos de Sema, explicou que sempre sentiu desvalorização em relação às outras carreiras, mas não acreditava que seria possível esta mudança. “É com emoção que acompanhamos o esforço do governo, porque não estamos num cenário favorável. É importante destacar que já estávamos nessa luta faz muitos anos para corrigir injustiças do passado, obter essa vitória agora é muito motivador”.

Além da participação maciça dos servidores da Sema, também estiveram presentes os deputados estaduais da base governista Dilmar Dal'Bosco (líder do governo), Leonardo Albuquerque, a equipe de gestão da pasta, composta pelo secretário executivo André Baby, secretários adjuntos de Gestão Ambiental, Licenciamento e Administração Sistêmica, Alex Sandro Marega, Mauren Lazzaretti e Valdinei Valério, respectivamente, e o assessor chefe Rodrigo Quintana Fernandes.  


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1170x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo