Cuiabá (MT), 23 de setembro de 2017 - 00:58

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
Banner cuiaba humanizado 468x60  1
Banner gov mt em acao 468x60  1

Esportes

07/09/2017 16:04

Todos de olho: aprenda o "beabá" do futebol francês para acompanhar Neymar

Após uma pausa para as datas Fifas, o Campeonato Francêsretorna à ativa nesta sexta-feira, quando o Paris Saint-Germain de Neymar visita o Metz, às 15h45 com transmissão ao vivo do SporTV e acompanhamento em Tempo Real no GloboEsporte.com. Depois da chegada do brasileiro e turbinado ainda com a contratação de Mbappé, o clube de Paris vem fazendo com que os olhos dos fãs de futebol sejam atraídos cada vez mais para a antes pouco badalada Ligue 1. Por isso, o GloboEsporte.com reuniu informações importantes para aqueles que estão acompanhando o futebol francês de perto pela primeira vez.

Você sabia que o Saint-Étienne, apesar de viver um jejum de mais de 30 anos, é o maior campeão da história do Campeonato Francês? E que, em meio a duras rivalidades, a partida que é chamada de "Le Classique" pela mídia local é o duelo entre o PSG e o Olympique de Marselha? Ou então que a Copa da França permite a participação de times de colônias francesas, como o Taiti?

Confira abaixo este pequeno "beabá" do futebol francês:

 

OS CLUBES

 

Os maiores campeões

O Campeonato Francês tem sua história dividida em duas partes: a era amadora e a era profissional, que teve início na década de 1930 e teve como primeiro vencedor o Olympique Lillois, que foi extinto e deu origem ao Lille. Desde então, o maior campeão nacional é o Saint-Étienne, que tem 10 títulos e três vice-campeonatos - mas vive um longo jejum: a última vez que a equipe conquistou o título foi em 1981, com Michel Platini. Desde então, ainda visitou a segunda divisão em nove temporadas.

Desde a temporada 1932/33, foram 78 edições do Campeonato Francês (houve uma pausa entre 1939 e 1945, por conta da Segunda Guerra Mundial), que antes era chamado de Division 1 e ganhou o nome de Ligue 1 em 2002. O clube que tem mais participações na competição é o Olympique de Marselha, que esteve presente em 68 edições e é o segundo maior vencedor da competição, com nove títulos e 11 vice-campeonatos (o clube tem ainda uma taça na era amadora, em 1928/1929) . Uma das mais tradicionais da França, a equipe também é a que tem mais jogos e pontos somados, naturalmente: 2.401 partidas e 2.731 pontos conquistados, em 1.059 vitórias e 613 empates.

Os campeões da era profissional

TÍTULOS CLUBE ÚLTIMA CONQUISTA
10 Saint-Étienne 1980/81
9 Olympique de Marselha 2009/10
8 Monaco 2016/17
8 Nantes 2000/01
7 Lyon 2007/08
6 Paris Saint-Germain 2015/16
6 Stade de Reims 1961/62
6 Bordeaux 2008/09
4 Nice 1958/59
3 Lille 2010/11
2 Sète 1938/39
2 Sochaux 1937/38
1 Montpellier 2011/12
1 Lens 1997/98
1 Auxerre 1995/96
1 Strasbourg 1978/79
1 Roubaix-Tourcoing 1946/47
1 RCF Paris 1935/36
1 Olympique Lillois 1932/33

 

As maiores torcidas

Uma pesquisa do grupo Kantar - um dos maiores institutos de pesquisa e consultoria do mundo - em 2015 apontou que 13% da população entre 15 e 65 anos na França tem como time do coração o Olympique de Marselha. Em alta nos últimos anos e com maior exposição na mídia local, o PSG seria o preferido de 12%, segundo o estudo. Lyon (8%) e Saint-Étienne (6%) seriam os mais populares na sequência.

A mesma pesquisa apontou, porém, que o PSG é o clube preferido dos jovens entre 15 e 24 anos, enquanto o Olympique leva vantagem entre os adultos (de 25 a 49 anos). Em longo jejum, o Saint-Étienne ainda é o mais popular entre os que têm mais de 50 anos.

Os times mais populares da França
Porcentagem de torcedores na população de 15 a 65 anos
Olympique de Marselha: 13Paris Saint-Germain: 12Lyon: 8Saint-Étienne: 6Outros: 61
Fonte: KantarSport (2015)

 

Os caldeirões

Os maiores estádios da França pertencem aos clubes mais populares do país, como era de se esperar. O Olympique de Marselha joga no Velodróme, que tem capacidade para cerca de 67 mil pessoas e fica atrás apenas do Stade de France, que não pertence a nenhum clube e tem mais de 81 mil lugares. O Parc OL, casa do Lyon, vem em terceiro na lista, com cerca de 59 mil assentos, seguidos pelo Pierre Mauroy, do Lille (50 mil lugares), e do Parque dos Príncipes (48,5 mil pessoas), do PSG.

 
 
Estádio Velodróme, em Marselha, é o segundo maior da França (Foto: Getty Images)Estádio Velodróme, em Marselha, é o segundo maior da França (Foto: Getty Images)

Estádio Velodróme, em Marselha, é o segundo maior da França (Foto: Getty Images)

Nos últimos anos, o Olympique teve bom aproveitamento como mandante, mas viu rivais como PSG, Lyon, Lille e Bordeaux ficarem à sua frente neste quesito. Com ótimas campanhas recentemente, os parisienses teve o melhor aproveitamento em casa nas últimas 10 edições da Ligue 1: 70,7%, com apenas 25 derrotas em 190 partidas.

Para Juninho Pernambucano, que foi um dos ícones da geração do Lyon heptacampeão nacional e jogou na França entre 2001 e 2009, a missão mais difícil como visitante é enfrentar o Olympique em Marselha.

- Levando em consideração a relação com torcida, pressão, tudo isso. Às vezes tem um campo que você se sente melhor. No conjunto, o Marselha é o clube da massa, tem torcida em toda a França. Pelo menos eu via isso. É um torcedor mais agressivo, no sentido de apoiar - disse o comentarista da TV Globo.

Os melhores mandantes da Ligue 1 nos últimos 10 anos

CLUBE APROVEITAMENTO VITÓRIAS EMPATES DERROTAS TOTAL DE JOGOS
1º) PSG 70,7% 119 46 25 190
2º) Lyon 69,5% 117 45 28 190
3º) Lille 66,1% 99 42 30 171
4º) Bordeaux 64,2% 103 57 30 190
5º) Olympique 63,4% 104 49 37 190
6º) Monaco 60,5% 77 45 30 152
7º) St-Étienne 59,1% 94 55 41 190
8º) Montpellier 59% 79 32 41 152
9º) Nice 57,2% 91 53 46 190
10º) Lorient 52,3% 78 64 48 190
 

 

As rivalidades

É preciso separar as rivalidades do futebol francês em dois níveis: o regional e o nacional. As disputas locais geralmente não se dão através de clubes da mesma cidade - uma vez que, na França, cada município geralmente conta apenas com um grande clube. Desta forma, os clássicos regionais são entre times de cidades próximas ou de uma área específica do país, como o dérbi do Sul, entre Bordeaux e Olympique de Marselha; o do Norte, entre Lens e Lille; o do Oeste, entre Rennes e Nantes; o de Lorena, entre Metz e Nancy; ou o da ilha de Corsica, entre Ajaccio e Bastia.

É no nível nacional que estão os maiores clássicos do país, envolvendo as equipes mais badaladas. Para muitos torcedores, a rivalidade mais forte da França é entre Lyon e Saint-Étienne - que, além de reunir dois grandes campeões do país, envolve equipes de uma antiga macrorregião francesa, a Rhone-Alpes.

Entretanto, é o duelo entre Paris Saint-Germain e Olympique de Marselha que leva a alcunha de "Le Classique" (O Clássico) pela mídia local. O peso desta partida se dá não só pela importância dos dois times dentro do futebol francês, mas também das cidades envolvidas: Paris e Marselha, as duas maiores do país, que possuem uma antiga rivalidade.

Há, ainda, o chamado "Choc des Olympiques" (Duelo dos Olympiques), que opõe dois dos mais famosos times da França, que têm como semelhança entre si o "primeiro nome": Olympique de Marselha e Olympique Lyonnais, chamado de Lyon no Brasil.

Após atuar em jogos de grande rivalidade com o Lyon, Juninho Pernambucano acredita que é complicado definir o maior clássico da França.

- Varia de época, diria que em termos de rivalidade, torcida, são Marselha x Paris e Lyon x Saint-Étienne - disse o comentarista da TV Globo, que também cita Lille x Lens e Nice x Monaco, como duas rivalidades importantes.

 

 

MAPA DOS CLUBES

 
 (Foto: Infoesporte) (Foto: Infoesporte)

(Foto: Infoesporte)

 

O momento dos clubes

Muito daqueles que não costumam acompanhar o futebol francês sabem que o Paris Saint-Germain tem sido o clube dominante no país nos últimos anos, tendo emplacado um tetracampeonato, que só foi interrompido na temporada passada, pelo Monaco. O clube do principado, por sua vez, vive um dos melhores momentos de sua história atualmente, após ser comprado pelo milionário Dmitry Rybolovlev. Entretanto, o atual campeão nacional foi rebaixado em 2010/11 e ficou duas temporadas fora da primeira divisão.

Um dos times mais regulares na França nos últimos anos tem sido oLyon. Hegemônico até a temporada 2007/08, a ex-equipe de Juninho Pernambucano teve como pior colocação nos últimos 10 anos o quinto lugar, terminando na zona de classificação para a Champions em oito oportunidades.

Maior campeão nacional, o Saint-Étienne sofreu no fim da década passada e vem fazendo campanhas melhores nos últimos anos. O Bordeaux, que foi campeão em 2008/09, quase sempre se manteve na metade de cima da tabela, enquanto o Tolouse passou os últimos anos lutando contra o rebaixamento. O Lille também tem bom retrospecto nas últimas temporadas, e o Nice vem melhorando seu desempenho após ser comprado por um grupo chinês.

 
 
 (Foto: GloboEsporte.com) (Foto: GloboEsporte.com)

(Foto: GloboEsporte.com)

 
 (Foto: GloboEsporte.com) (Foto: GloboEsporte.com)

(Foto: GloboEsporte.com)

 

O CAMPEONATO FRANCÊS

 

História recente

Os craques

Desde 1994, a União Nacional dos Jogadores Profissionais de Futebol realiza uma votação para premiar os melhores atletas do Campeonato Francês, na primeira e na segunda divisões do país. Desde então, apenas dois brasileiros levaram o troféu: Sonny Anderson, pelo Monaco, em 1997, e Juninho Pernambucano, pelo Lyon, em 2006.

A lista de vencedores conta com astros como Ginola, Zidane, Drogba, Benzema, Hazard e Ibrahimovic, e o atual detentor do troféu é Cavani. Os clubes que mais contaram com o Melhor Jogador do Ano foram PSG (sete vezes), Lyon (seis) e Bordeaux (cinco). A premiação oficial também concede troféus para o jogador jovem do anomelhor goleiro e melhor técnico.

 

Vencedores do prêmio de Melhor Jogador do Campeonato Francês

TEMPORADA JOGADOR PAÍS CLUBE
1993/94 David Ginola França Paris Saint-Germain
1994/95 Vincent Guérin França Paris Saint-Germain
1995/96 Zinedine Zidane França Bordeaux
1996/97 Sonny Anderson Brasil Monaco
1997/98 Marco Simone Itália PSG
1998/99 Ali Benarbia Argélia Bordeaux
1999/00 Marcelo Gallardo Argentina Monaco
2000/01 Éric Carrière França Nantes
2001/02 Pauleta Portugal Bordeaux
2002/03 Pauleta Portugal Bordeaux
2004/05 Michael Essien Gana Lyon
2005/06 Juninho Pernambucano Brasil Lyon
2006/07 Florent Malouda França Lyon
2007/08 Karim Benzema França Lyon
2008/09 Yoann Gourcuff França Bordeaux
2009/10 Lisandro López Argentina Lyon
2010/11 Eden Hazard Bélgica Lille
2011/12 Eden Hazard Bélgica Lille
2012/13 Zlatan Ibrahimovic Suécia PSG
2013/14 Zlatan Ibrahimovic Suécia PSG
2014/15 Alexandre Lacazette França Lyon
2015/16 Zlatan Ibrahimovic Suécia PSG
2016/17 Edinson Cavani Uruguai PSG

Vocação para revelar

Recentemente, o futebol francês ganhou fama de ser palco para revelações despontarem antes de serem contratadas por gigantes do futebol mundial. Além de jovens jogadores franceses, formados nas categorias de bases dos clubes locais, são frutos de tal vocação estrangeiros que tornaram-se astros, como George Weah, Essien,Drogba, Hazard e Aubameyang.

Vencedores do Prêmio de Jogador Jovem do Ano

TEMPORADA JOGADOR PAÍS CLUBE
1993/94 Zinedine Zidane França Bordeaux
1994/95 Florian Maurice França Lyon
1995/96 Robert Pirès França Metz
1996/97 Thierry Henry França Monaco
1997/98 David Trezeguet França Monaco
1998/99 Olivier Monterrubio França Nantes
1999/00 Philipee Christanval França Monaco
2000/01 Sidney Govou França Lyon
2001/02 Djibril Cissé França Auxerre
2002/03 Lionel Mathis França Auxerre
2003/04 Patrice Evra França Monaco
2004/05 Jérémy Toulalan França Nantes
2005/06 Franck Ribéry França Olympique
2006/07 Samir Nasri França Olympique
2007/08 Hatem Ben Arfa França Lyon
2008/09 Eden Hazard Bélgica Lille
2009/10 Eden Hazard Bélgica Lille
2010/11 Mamadou Sakho França PSG
2011/12 Younès Belhanda Marrocos Montpellier
2012/13 Florian Thauvin França Bastia
2013/14 Marco Verratti Itália PSG
2014/15 Nabil Fekir França PSG
2015/16 Ousmane Dembélé França Rennes
2016/17 Kylian Mbappé França Monaco

Artilheiros

A lista de artilheiros do Campeonato Francês conta com nomes que fizeram história no futebol mundial, a começar por Fontaine, em 1958, com a camisa do ReimsPapin, por sua vez,foi o maior marcador do torneio em cinco temporadas consecutivas com o Olympique de Marselha, sendo o jogador que mais vezes ocupou o posto de maior marcador do torneio. Os únicos brasileiros a serem artilheiros do torneio foram Sonny Anderson - que teve tal honra em três oportunidades, por Lyon e Monaco - e Nenê, pelo, PSG, em 2011/12 com o PSG (dividiu o prêmio com Giroud, do Montpellier, e atualmente no Arsenal).

 

Desde que o Paris se tornou o todo-poderoso do futebol francês, após ser comprado por um grupo de investimentos do Catar, em 2011, o clube da capital teve o artilheiro da Ligue 1 em cinco de seis temporadas. E, se quiser manter o bom retrospecto e se tornar o maior marcador do torneio em seu primeiro ano em Paris, Neymar terá que suar - uma vez que Ibrahimovic Cavani "subiram o sarrafo" nos dois últimos anos, comparando com o número de gols marcados desde a temporada 2002/03, quando a liga passou a ter 20 clubes (38 jogos).

Os artilheiros da Ligue 1 desde a temporada 2002/03

TEMPORADA NÚMERO DE GOLS JOGADOR PAÍS CLUBE
2002/03 26 Shabani Nonda DR Congo Monaco
2003/04 26 Djibril Cissé França Auxerre
2004/05 20 Alexander Frei Suíça Rennes
2005/06 21 Pauleta Portugal PSG
2006/07 15 Pauleta Portugal PSG
2007/08 20 Karim Benzema França Lyon
2008/09 24 André-Pierre Gignac França Toulouse
2009/10 18 Mamadou Niang Senegal Olympique
2010/11 25 Moussa Sow Senegal Lille
2011/12 21 Nenê Brasil PSG
  21 Olivier Giroud França Montpellier
2012/13 30 Zlatan Ibrahimovic Suécia PSG
2013/14 26 Zlatan Ibrahimovic Suécia PSG
2014/15 27 Alexandre Lacazette França Lyon
2015/16 38 Zlatan Ibrahimovic Suécia PSG
2016/17 35 Edinson Cavani Uruguai PSG

Os últimos campeões

Nos últimos 15 anos, desde quando passou a ter 20 clubes, em 2002/03, o Campeonato Francês viveu duas eras hegemônicas e teve apenas sete campeões diferentes. A primeira do Lyon, que contava com Juninho Pernambucano no elenco, que emplacou um heptacampeonato no começo do século. Após este domínio, Bordeaux, Olympique, Lille e Montpellier conseguiram chegar a uma conquista, até que o PSG fundou uma nova era, sob o comando do xeque Nasser Al-Khelaifi, com quatro títulos seguidos.

Depois de o Monaco surpreender e deixar para trás os parisienses na última temporada, caberá a Neymar conduzir o Paris à ponta da tabela novamente. Será que o brasileiro conseguirá tal missão e poderá superar o desempenho do últimos campeões da Ligue 1, que levaram o troféu conquistando 96 e 95 pontos?

 

Os últimos campeões franceses

TEMPORADA CLUBE PONTUAÇÃO
2002/03 Lyon 68
2003/04 Lyon 79
2004/05 Lyon 79
2005/06 Lyon 84
2006/07 Lyon 81
2007/08 Lyon 79
2008/09 Bordeaux 80
2009/10 Olympique 78
2010/11 Lille 76
2011/12 Montpellier 82
2012/13 PSG 83
2013/14 PSG 89
2014/15 PSG 83
2015/16 PSG 96
2016/17 Monaco 95

 

A LIGUE 1 2017/18

 

Formato

Assim como as outras principais ligas do futebol europeu, o Campeonato Francês é disputado no modelo de pontos corridos. São 20 participantes, que se enfrentam em 38 rodadas - turno e returno. A última delas será realizada no terceiro fim de semana de maio.

 

Critérios de desempate

primeiro critério de desempate na Liga Francesa é o saldo de gols. Em caso de igualdade neste quesito, o desempate é feito através do chamado confronto direto: fica à frente na tabela quem somou mais pontos nos enfrentamentos entre os times em questão (em caso de empate, o saldo de gols dos duelos decide; em nova igualdade, passa quem marcar mais gols como visitante). Caso o confronto direto mantenha os times empatados, o critério seguinte é o número de gols marcados no campeonato. Depois, o número de gols marcados como visitante no torneio. Por fim, se todo os critérios de desempate não forem suficientes, entra em cena o critério disciplinar: são atribuídos três pontos aos cartões vermelhos e um aos cartões amarelos - e o time que tiver menos pontos na soma destas duas pontuações, fica à frente.

 

Vagas para a Champions

O Campeonato Francês concede duas vagas diretas para a Liga dos Campeões, para os dois primeiros colocados. O terceiro ganha a chance de disputar os playoffs (jogos e ida e volta) e tentar chegar à fase de grupos do badalado torneio. Há apenas uma vaga do torneio para a Liga Europa - as outras duas do país são destinados aos campeões da Copa da França e da Copa da Liga Francesa.

 

 

O rebaixamento

Os dois últimos colocados do Campeonato Francês são rebaixados diretamente para a segunda divisão - sendo substituídos pelos dois primeiros colocados da chamada Ligue 2. O time que ficar na 18ª colocação da Ligue 1 ainda precisará passar por um playoff para saber se continuará na primeira divisão: seu adversário sairá do vencedor de um triangular entre o terceiro, quarto e quinto colocados da segunda divisão. Quem vencer a eliminatória (ida e volta, com prorrogação e pênaltis, se necessário) fica com a vaga na elite do futebol.

 

As suspensões automáticas

De acordo com o regulamento disciplinar das competições organizadas pela Federação Francesa de Futebol (FFF), um jogador é suspenso automaticamente quando leva três cartões amarelos em um intervalo de 10 jogos em quaisquer torneios nacionais: Campeonato Francês, Copa da França e Copa da Liga Francesa. Um cartão vermelhotambém causa suspensão por uma partida. Ambas as sanções devem ser cumpridas pelo jogador no jogo seguinte, seja ele válido por uma das três competições francesas.

 

OUTRAS COMPETIÇÕES

 

Copa da França

Completando 100 anos em 2017, a Copa da França possui um regulamento ímpar dentro do futebol mundial. Assim como a Copa da Inglaterra, o torneio abriga equipes de todas as divisões do país e até mesmo equipes amadoras, mas abre espaço até mesmo para times de países que ainda são colônias francesas ao redor do mundo.

As primeiras fases da competição são "independentes", divididas por regiões dentro e fora da França. Cada área precisa definir apenas um representante e pode fazer isto através de indicação, sorteio ou eliminatórias, como é o costume. As duas primeiras fases, desta forma, são regionais - e a partir da terceira começam a entrar em ação as equipes das divisões profissionais.

Os times da elite do Campeonato Francês só entram na competição na fase de 32 avos de final, que ocorre já na segunda metade da temporada, com 64 equipes. A final da Copa da França sempre acontece no Stade de France, palco da final da Copa do Mundo de 1998. O torneio dá uma vaga para a Liga Europa e tem como maior campeão o Paris Saint-Germain, com 14 títulos.

 

- Enfrentei um time semiamador da 6ª divisão. Acho espetacular. A Copa do Brasil deveria dar direito a todos times federados participarem. Os da primeira divisão entrariam depois, eliminatória por cidade, distrito, um jogo só, eliminando os estados. Isso é um evento. Claro que não acontece sempre, mas eu fui eliminado uma vez por um clube da Terceira Divisão. A gente também enfrentou um time equivalente à Sexta Divisão - lembrou Juninho Pernambucano.

Os campeões da Copa da França nos últimos 15 anos

TEMPORADA CLUBE
2002/03 Auxerre
2003/04 PSG
2004/05 Auxerre
2005/06 PSG
2006/07 Sochaux
2007/08 Lyon
2008/09 Guingamp
2009/10 PSG
2010/11 Lille
2011/12 Lyon
2012/13 Bordeaux
2013/14 Guingamp
2014/15 PSG
2015/16 PSG
2016/17 PSG

 

Copa da Liga da França

Competição menos badalada que a Copa da França, a Copa da Liga foi criada apenas na temporada 1994/95 e reúne apenas equipes a partir da terceira divisão do país. As equipes da Ligue 1 entram no torneio somente na terceira fase, de 1/16 avos de final. O maior campeão é o PSG, que levou sete títulos, sendo quatro deles nas últimas quatro temporadas.


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1170x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo