Cuiabá (MT), 24 de outubro de 2017 - 01:53

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
572x90
Banner gov mt em acao 468x60  2

Cultura

25/09/2017 15:23

Cirurgiões-dentistas estão entre os profissionais mais indicados para aplicar toxina botulínica

Quando se fala em toxina botulínica, a primeira coisa que vem à cabeça é o tratamento para suavizar as rugas ou linhas de expressão na face. Mas, enganam-se os que pensam que a substância é utilizada apenas para este fim.

A toxina produzida pela bactéria anaeróbica denominada Clostridium Botulinum é adequada para tratar outros problemas como, por exemplo, espasmos da pálpebra (blefaroespasmo), estrabismo, contrações involuntárias dos músculos da face (espasmo hemificial), hiperidrose (suor em excesso), rigidez muscular, entre vários outros.

No segmento odontológico, a toxina botulínica também tem uma atuação significativa. Segundo o coordenador dos cursos de Toxina Botulínica e Preenchimento Facial da Associação Paulista se Cirurgiões Dentistas (APCD) e presidente da Academia Brasileira de Estética Orofacial, Luciano Artioli Moreira, além do lado estético, a toxina tem uma parte funcional, pois serve para aliviar as dores na face pela questão tensional, causadas por apertamento e bruxismo.

“Como aliada terapêutica, a toxina botulínica é fantástica. Para a pessoa que aperta os dentes, aplicamos a substância e isso faz com que ela deixe de apertar com a intensidade que apertava antes. Isto muda a fisiologia muscular, o que resulta numa série de alterações que a gente trabalha positivamente”, explicou Moreira, durante o Seminário Avançado de Odontologia, realizado no Conselho Regional de Odontologia (CRO-MT), em Cuiabá. 

Como exemplo concreto, ele mencionou o caso de pacientes que fazem implantes e a prótese é de carga imediata. “Uma das maiores preocupações do dentista é evitar que depois do pós-operatório imediato o paciente coma alimentos duros, pois isso causa um excesso de carga, que pode comprometer a ponte e fazer perder o trabalho. Quando aplicamos a toxina botulínica, isso faz com que o paciente, sob hipótese ou condição alguma, consiga pôr este excesso de força”, explica. Neste caso, o cirurgião passa a controlar um fator que não era controlado antes, o que é positivo para o sucesso do tratamento.

 Moreira alertou os participantes do Seminário sobre a importância de uma boa formação do profissional para utilizar a toxina botulínica. “O cirurgião-dentista tem esse recurso fantástico para usar no dia-a-dia do consultório, independentemente da especialidade. Mas é preciso adquirir o conhecimento com uma boa base, porque se fizer mal feito, ele vai incorrer em riscos e vai se vulnerabilizar sob o ponto de vista de comparação até com outros profissionais, e não apenas com outros dentistas” advertiu. 

ESTÉTICA - Luciano Artioli Moreira destacou ainda que o cirurgião-dentista está apto a realizar procedimentos de preenchimento para suavizar linhas de expressão da face. “Neste caso o mais utilizado é o ácido hialurônico, que é usado para dar volume em várias áreas do rosto”.

A evolução no quesito estético faz com que o paciente tenha uma melhora na autoestima, na sua qualidade de vida e na sua satisfação com o tratamento. “E a função do cirurgião-dentista é promover essa satisfação também dentro da sua área de atuação. Lábio e região perioral (em volta da boca) são segmentos de atuação do cirurgião-dentista. Esses são recursos terapêuticos, que vem complementar e agregar valor e qualidade aos tratamentos odontológicos e aumentar a satisfação dos pacientes”, finalizou.

 


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

1170x90
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo