Cuiabá (MT), 30 de maio de 2017 - 08:00

Cuiabá
Carregando...

? ºC

/
Pref cuiaba maio amarelo 468x60
Banner governo aftosa 468x60
Banner gov mt em acao 468x60
Banner governo abuso infantil 468x60
Banner governo aftosa 468x60  1
Governo aniversario mt 468x60

Artigos

11/05/2017 16:35

Incêndios florestais em Mato Grosso?

A estiagem esta chegando e com ela a temporada de incêndios florestais. todo ano o processo se repete nos três ecossistemas mato-grossenses, nem bem o ano de 2017 começou e já somos os lider em em incêndios florestais no país. prevenir, controlar e combater é preciso.

Temos conversado com técnicos e autoridades goveramentais visando uma ação conjunta para barrar essse estado de coisa que tanto prejuizos traz ao meio ambiente a economica e a vida na sua essência.

Secom-Seduc-Sema-Seaf-corpo de bombeiros são as principais instituição que estão trabalhando nesse sentido para orientar, informar e capacitar a população humana mato-grossense para evitar que novos desastres antropogenéticos previsiveis e evitaveis venha ocorrer em Mato Grosso.

Diálogos aberto com o secretario de agricultura, com comando de prevenção do corpo de bombeiros, com a superintência de educação ambiental da sema, com o secretário de comunicação secom do governo do estado, começa a ser nortedo para o desenvolvimento de ações e atividades concretas em parceria com os municípios e governo federal para prevenir e controlar o fogo florestal em Mato Grosso.

Capacitar brigadas pessoal civil para atuarem nas unidades de conservação, nas unidade escolares do campo, são iniciativas que começam a florescer para maior sensibilização e conscientização de produtores rurais, fazendeiros, madeireiros, assentados rurais e pessoas comuns que vivem no meio rural e no meio urbano também.

Dados divulgados pela National Aeronautics and Space Administration = NASA e pelo, National Oceanic ande Atmospheric Adminitration = NOAA, confirmam que 2014; 2015;2016 foram os anos mais quente já registrado no planeta terra desde 1880, qundo iniciaram os primeiros registros climáticos no mundo.

Como se vê e se sente o ano de 2017 já começou quente, com previsões cientificas mundo afora mostrando que se seguir esse ritímo poder-se-a últrapassar facilmente 2016 em matéria de aquecimento global e calourão de rachar.

De maneira geral os 201 países que compõe o globo terrestre sofrerá, a nível local, regional e globalmente algum tipo de alteração nas condições climáticas com variações difusa das intempéries em 2017. Causando modificações acentuadas na realidade fisca da dinâmica da vida no meio ambiente, seja ele natural ou antropizado.

É fato que muitos desses processos são cíclico naturais e devem ser encara-los com naturalidade. Porém, a ação humana aliada as atividades antropicas sobre os ecossistemas naturais no mundo também é um fato que precisa ser encarado com mais seridade pelos gestores públicos e pela sociedade, cada um no seu quadrado.

Centros de pesquisas meteorológicas espalhados pelo mundo como CPTEC no Brasil, NASA nos Estado Unidos... Continuam alertando as autoridades quanto às evidências de catástrofes previsíveis e evitaveis, ao mesmo tempo pesquisadores, técnicos e cientistas continuam mostram caminhos para evitar a concretização desse eminente perigo.

No entanto, denota-se nessa seara que o estado brasileiro ainda patina na prevenção e controle de desmatamente, queimadas e incêndios florestais, sendo esmagado por uma política ambiental sem controle dvinda do próprio Governo Federal.

Com leitura medieval o governo central continua deixando correr solta a mesma política implantada na década de 90, hoje como se nota uma política ultrapassada fora de contexto, que não mais responde ao reclames ambientais de uma sociedade humana dinâmica que foca a modernização do campo rumo ao século 21 com maior segurança e dinamismo.

Em reunião com o Coronel Abadio da Cunha Junior Coordenador da Defesa Civil de Mato Grosso, falamos sobre a inutilização de aeronaves compradas pelo governo anterior, que nunca foram utilizadas no combate ao fogo florestal, e que continua literalmente paradas, enferrujando em hangares públicos e particulares, situação que precisa ser resolvida!

Ao tomar conhecimento de tais agrurias seguramente o governador Pedro Taques, revidicará posição mais claras e precisas para prevenir e controlar a destruição ambiental com fogo florestal no estado.

Há três décadas pesquiso a ação do fogo florestal, não a circunscrevendo ao país, buscando entender-lhe a origem, o controle, e sua evolução.

No decurso de igual período, tenho orientado pesquisadores, gestores, produtores rurais sobre a resposabilidade objetiva, assentado o direito e deveres do cidadão e do poder público. Assim, fica o alerta, ou prevenimos ou queimamos, a opção é nossa!

Romildo Gonçalves é Biólogo Prof.Pesquisador em Ciências Naturais da Ufmt/Seduc. Doutorando em Agricultura Tropical

 
 

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo